Redelivre

A #redelivre é uma junção de tecnologias sociais e digitais construídas por diversos agentes de forma colaborativa. Trata-se da transposição do conceito de mutirão para a dinâmica distribuída das redes. A proposta é somar práticas, padrões técnicos, protocolos e tecnologias com foco em demandas sociais de modo a incluir novos colaboradores e reinventar-se constantemente. Em contraposição à lógica da competição, estimula-se o diálogo entre iniciativas que têm a liberdade como valor comum e fortalecem a federação de redes.

Engloba ferramentas de comunicação, mapeamento, gerenciamento de contatos, mobilização, doação e participação online. Mas nada disso funciona e nem faz sentido sem o envolvimento de pessoas, o que pressupõe a realização de trocas e vivências presenciais nas quais o intercâmbio de saberes e o empoderamento das tecnologias são estimulados. Esses momentos facilitam a inclusão de novos atores, o exercício da atuação em rede e a conexão de diversas redes entre si.

Responsável: Coletivo Soylocoporti

Local de implementação: América Latina

Contato

Telefones: (41) 99221-1909 /

Endereço: Rua Itupava, 1299 - cj. 312

Site: redelivre.org.br

E-mails: jpmehl@soylocoporti.org.br

Descrição

Por meio de um cadastro no site da #redelivre, tem-se acesso às tecnologias disponíveis, hospedadas em um servidor de alto desempenho. Cada uma das ferramentas é fruto de necessidades concretas apresentadas pelos agentes que compõem a rede. As soluções são, ao mesmo tempo, altamente customizáveis e facilmente replicáveis, estando, portanto, disponíveis para o conjunto da rede após a sua implementação.

O processo de diagnóstico e sistematização de demandas, especificação de tecnologias e implementação de soluções é gerido de forma aberta e colaborativa, num continuum experimental que se retroalimenta da experiência que cada agente tem com o uso da #redelivre.

O processo de desenvolvimento dá-se através do GitHub, uma comunidade de desenvolvimento colaborativo de software, por meio da qual é possível informar erros, fazer perguntas, dar sugestões e discutir funcionalidades. Para os desenvolvedores há também a possibilidade de enviar melhorias de código que, depois de avaliadas pela comunidade, podem se tornar parte daquele projeto. A #redelivre utiliza ainda o Gitter, uma ferramenta de conversa em tempo real integrada ao GitHub, como canal de discussão sobre questões de desenvolvimento.

Como metodologias de mobilização e articulação, a #redelivre atua com 4 principais estratégias:

  • Ciclos de Cultura Digital: vivências e encontros de intercâmbio e formação de Pontos, agentes e redes culturais. Compreendem momentos de debate assim como oficinas para o uso de ferramentas de comunicação, gestão do conhecimento, mapas culturais colaborativos, democracia digital e mobilização.
  • Intercâmbios e residências: o objetivo é promover vivências intensivas de troca de conhecimentos, levantar demandas e soluções colaborativamente e formar multiplicadores. Por meio do compartilhamento de saberes podemos fortalecer as redes de movimentos e contribuir para o empoderamento popular das tecnologias, favorecendo o diálogo entre distintos agentes e a formação de arranjos locais e redes globais.
  • Participação em eventos: buscando articular e mobilizar outros agentes para a rede, a #redelivre participa e contribui na realização de atividades como o Fórum de Midia Livre, as Teias dos Pontos de Cultura, oFACÇÃO – Encontro Latino-Americano de Midiativismo e o Conselho Latino-Americano de Cultura Viva Comunitária, entre outros.
  • Assistência online: como forma de auxiliar no uso da #redelivre, é oferecida assistência para o desenvolvimento de projetos, assim como se incentiva o engajamento na gestão da plataforma por meio da ferramenta de deliberação e do GitHub.

Objetivos

Possibilitar que organizações e movimentos sociais, culturais, ambientais e de inovação possam incidir sobre o desenvolvimento do software e ter acesso a melhores tecnologias de comunicação digital.

Público-alvo

Organizações da sociedade civil

Resultados

Como resultados, a #redelivre já alcançou mais de mil projetos digitais conectados em rede, mais de 7 mil usuários e tem obtido mais de 1 milhão de acessos por mês.

Temas