Revitalização popular do Rio dos Cochos

Na zona rural dos municípios de Januária e Cônego Marinho, norte de Minas Gerais, 300 produtores rurais dependem da água do Rio dos Cochos, um dos subafluentes do Rio São Francisco. Prejudicado há pelo menos 30 anos pelo assoreamento decorrente do desmatamento e da plantação intensiva de eucalipto, o rio passou por um processo de revitalização liderado pelos agricultores das comunidades do entorno, desde 2012. A iniciativa de revitalização nasceu em um dos encontros da Articulação do Semiárido (ASA), que reúne pessoas, redes e associações com a proposta de “convivência com o semiárido”.

Responsável: Cáritas Brasil

Local de implementação: Rio dos Cochos

Contato

Telefones: (38) 3621-3102 /

Endereço: Av. Mal. Deodoro da Fonseca, 55

Site: http://saofranciscovivo.org.br/ http://caritas.org.br/

E-mails: caritasjan@ada.com.br

Descrição

Entre as ações desenvolvidas pela população local para revitalização do Rio dos Cochos estiveram:
– Cavalgada Ecológica para apresentação do Projeto de Revitalização do Rio às Comunidades, ressaltando a importância do meio ambiente e das causas de sua degradação;
– Caminhada às margens do rio, em que foi feito o estudo e mapeamento para o plantio de mudas;
– Palestras e seminários em parceria com outras organizações (universidades e ONGs) para difundir conhecimento sobre a utilização dos recursos naturais, importância, valorização e sustentabilidade do rio;
– Com o auxílio de biólogos e técnicos ambientais, foi montado um bancos de sementes e mudas;
– Capacitação para jovens, adultos e crianças objetivando a manutenção do projeto em todos os seus objetivos;
– Seleção de mudas no viveiro florestal do IEF – Instituto Estadual de Florestas de Januária (posteriormente, efetivou-se o plantio nos locais já definidos anteriormente);
– Confraternização com parceiros e membros das comunidades ribeirinhas, em que foi discutido e avaliado o resultado das atividades desenvolvidas;
– Construção de diversas barraginhas visando à retenção das águas das chuvas, o que provoca uma carga e descarga pela infiltração. Essa descarga abastece o lençol freático, resultando no umedecimento das baixadas e na perenização de nascentes e córregos, além de evitar um novo assoreamento do rio;
– Cercamentos da mata ciliar em muitos pontos para conservar água no leito do rio e preservar o ambiente.

Objetivos

Recuperar o curso e o nível do Rio dos Cochos, no norte de Minas Gerais, assim como o meio ambiente em seu entorno.

Público-alvo

Agricultores e público em geral

Resultados

Atualmente, a mata ciliar já tem o triplo do tamanho exigido pelo Novo Código Florestal e o rio recuperou 10% do volume de água em relação ao que já teve. A ação de revitalização atuou como um multiplicador de conhecimento, reflexão e mobilização, transformando a realidade das comunidades envolvidas. A experiência do Rio dos Cochos está, ainda, inspirando outras iniciativas. Iniciada em 2005, cerca de 350 entidades parceiras ao longo do Alto, Médio, Submédio e Baixo São Francisco reunidas na Articulação São Francisco Vivo preveem uma atuação mais “ousada”. Entre as perspectivas estão o monitoramento do programa governamental e ações de revitalização de microbacias, a exemplo do que as entidades populares fizeram em Januária.

Temas